15 de janeiro de 2011

Abro a janela,
O vento leva os pensamentos como folhas
Na noite se perdem
Não os vejo depois da janela
Espero que tomem ótimos caminhos,
Nem sempre os ventos são bons
E torço ao olhar pelo horizonte
Esperando que os novos ares
Tragam consigo os bons sonhos
Mostrando em sua face as cores de mil tons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário